Sobre o WhatsApp e as eleições

O WhatsApp é um serviço dedicado a ajudar as pessoas a conversar livremente. Nós acreditamos que instituições democráticas protegem esse direito. Continuamos comprometidos a combater abusos e, ao mesmo tempo, proteger a privacidade das pessoas que usam nossos serviços. Temos uma equipe que trabalha especificamente para prevenir abusos, com base em três máximas:
  1. Manter o caráter privado do WhatsApp
  2. Impedir o uso indevido do WhatsApp
  3. Empoderar as pessoas para combater a desinformação
O WhatsApp não usa algoritmos para determinar a ordem das mensagens ou atualizações de canais recebidas por nossos usuários nem exibe conteúdo em um feed. Também não oferecemos recursos para que as pessoas procurem conteúdo em conversas ou grupos de que não participam. Geralmente, as pessoas usam o WhatsApp para se comunicar com quem elas já conhecem, e é necessário saber o número de telefone para enviar uma mensagem para alguém.
Manter o caráter privado do WhatsApp
Criptografia de ponta a ponta para conversas pessoais: o WhatsApp usa a criptografia de ponta a ponta por padrão nas conversas pessoais, a fim de proteger essas conversas contra hackers, criminosos e outras ameaças cibernéticas. Assim, ninguém, nem mesmo o WhatsApp, pode ler ou ouvir o conteúdo das suas mensagens ou ligações pessoais. Especialistas em eleições afirmam que fornecer uma segurança rigorosa é essencial para proteger as mensagens que as pessoas enviam e recebem (disponível em inglês). A proteção das mensagens inclui discursos políticos e conversas sobre candidatos e suas campanhas eleitorais.
Limites de encaminhamento: definimos um limite para o encaminhamento de mensagens e atualizações de canais para apenas cinco conversas por vez. O WhatsApp é uma das poucas empresas de tecnologia que, intencionalmente, limita o encaminhamento de conteúdo. Quando introduzida, essa medida reduziu o encaminhamento de mensagens no WhatsApp em mais de 25%.
Limites mais rígidos e etiquetas: os limites para mensagens encaminhadas com frequência são ainda mais rígidos. Essas mensagens e atualizações de canais são identificadas com a etiqueta
frequently forwarded
. A etiqueta
frequently forwarded
indica que é provável que a mensagem pessoal ou atualização do canal não tenha sido criada por um contato próximo e, portanto, ela deve ser analisada com cuidado. Essas mensagens e atualizações só podem ser encaminhadas para uma conversa por vez, medida que reduziu a viralização desse tipo de mensagens pessoais em mais de 70%. Além disso, as atualizações encaminhadas sempre direcionam as pessoas de volta ao canal original para que elas tenham acesso ao contexto de origem da atualização.
Desenvolvido para garantir a privacidade: desenvolvemos recursos de privacidade para dar controle aos nossos usuários. Esses recursos incluem a possibilidade de sair de grupos silenciosamente, sem notificar os demais membros, a opção de silenciar ligações de números desconhecidos e muito mais. Quando você recebe uma mensagem de um número de telefone que não está salvo nos seus contatos, o WhatsApp exibe informações sobre a conta, como grupos em comum, para que você decida como deseja prosseguir. Além disso, o controle de privacidade permite definir configurações para aumentar a segurança da conta. Esse recurso oferece instruções detalhadas sobre configurações de privacidade importantes para ajudar você a escolher o nível certo de proteção, tudo em um só lugar.
Impedir o uso abusivo do WhatsApp
Banimento de mensagens em massa: o WhatsApp tem uma tecnologia de ponta para detectar spam que funciona 24h por dia. Nossa tecnologia identifica contas com comportamentos anormais para impedir que elas sejam utilizadas para espalhar spam ou desinformação. Por mês, nós banimos mais de 8 milhões de contas, e 75% delas são detectadas por nosso sistema automatizado. Nosso sistema impede o uso abusivo do WhatsApp antes mesmo que nossos usuários denunciem essas contas.
Prevenção contra o uso abusivo de grupos: desenvolvemos uma configuração de privacidade para que as pessoas possam decidir quem pode adicioná-las a grupos. As opções disponíveis são: “Todos”, “Meus contatos” ou “Meus contatos, exceto”. Essa configuração evita que as pessoas sejam adicionadas contra a vontade delas a grupos que possam ter sido criados para enviar mensagens em massa. Contamos com a tecnologia de aprendizado de máquina para impedir que contas tentem criar grupos em massa para enviar mensagens a usuários. Além disso, desenvolvemos ferramentas que ajudam os admins a gerenciar os grupos, incluindo a opção de trancar a imagem e o nome do grupo para que os membros não possam modificá-los, autorizar a entrada de novos membros e restringir as configurações para que somente admins possam enviar mensagens no grupo.
Uso político: o envio de mensagens, automatizadas ou não, por candidatos ou partidos políticos sem o consentimento dos usuários pode resultar no banimento de suas contas. No momento, o uso da Plataforma do WhatsApp Business por candidatos e campanhas políticas não é permitido. Em muitos países, o WhatsApp entra em contato com entidades políticas antes das eleições para salientar nosso comprometimento com a segurança. Também enfatizamos a importância de usar o WhatsApp com responsabilidade.
Empoderar as pessoas para combater a desinformação
Checagem de fatos: firmamos parceria com a Aliança Internacional de Checagem de Fatos (IFCN, na sigla em inglês) para disponibilizar a checagem de fatos diretamente no WhatsApp, inclusive nos canais. Assim, as pessoas podem verificar a veracidade das informações por trocas de mensagens protegidas com a criptografia de ponta a ponta, e as checagens de fatos podem alcançar mais pessoas nos canais. Graças a essa parceria, organizações de checagem de fatos em cerca de 50 países usam o WhatsApp para ajudar a conectar as pessoas com informações confiáveis. Continuamos empenhados em colaborar com essas organizações e garantir que elas tenham as ferramentas necessárias para combater a desinformação e garantir que os eleitores tenham informações confiáveis sobre como se registrar para votar e sobre os locais de votação.
Denúncias e bloqueios: ao contrário do que acontece com as mensagens SMS, no WhatsApp os usuários podem bloquear contas com facilidade se desejarem. É possível bloquear uma conta diretamente na tela de bloqueio do celular. Além disso, os usuários também podem enviar denúncias ao WhatsApp com facilidade caso recebam mensagens ou atualizações de canais abusivas ou encontrem grupos ou contas problemáticas. Nós banimos a grande maioria das contas abusivas usando um sistema de detecção automática. Porém, as denúncias feitas por usuários nos ajudam a identificar contas ou canais que enviam mensagens em massa ou fazem uso abusivo do WhatsApp de outras formas. O WhatsApp pode conduzir investigações para prevenir danos.
Pesquisa na internet: o WhatsApp oferece uma maneira simples de verificar na internet a veracidade de mensagens pessoais encaminhadas com frequência. Ao tocar ou clicar na lupa exibida ao lado de uma mensagem, os usuários podem carregar essa mensagem em um navegador e encontrar notícias ou outras fontes de informação sobre o conteúdo recebido.
Parcerias e campanhas educativas: o WhatsApp firmou parcerias e lançou colaborações e campanhas educativas em grande escala para ajudar a combater a disseminação de informações incorretas em diversos países, incluindo a Misinformation Combat Alliance (MCA) na Índia, a campanha Internet Sehat na Indonésia e campanhas educativas transmitidas nas rádios na Nigéria.
Conseguimos esclarecer sua dúvida?
Sim
Não