Sobre spam e mensagens indesejadas

Trabalhamos arduamente para reduzir a quantidade de mensagens de spam que entram no nosso sistema. Criar um espaço seguro para os utilizadores comunicarem entre si é prioritário e temos como objetivo reduzir as mensagens indesejadas que possam ser enviadas no WhatsApp. No entanto, tal como acontece nas SMS ou chamadas normais, é possível outros utilizadores do WhatsApp com o seu número de telefone entrarem em contacto consigo, e queremos ajudá-lo(a) a identificar e lidar com essas mensagens.
As mensagens indesejadas podem ou não ser provenientes de um dos seus contactos. Estes tipos de mensagens podem estar a difundir desinformação e a levar o utilizador a acreditar em informações incorretas.
Como são as mensagens indesejadas
Existem sinais que podem indicar que recebeu uma mensagem suspeita ou que o remetente se está a fazer passar por outra pessoa. Tenha atenção a mensagens que contenham os seguintes elementos, pois estes podem indicar que o contacto não é de confiança:
  • erros de ortografia ou gramática;
  • pedir-lhe que toque numa ligação ou que ative novas funcionalidades através de uma ligação;
  • pedir-lhe que partilhe as suas informações pessoais, nomeadamente números de conta bancária ou cartão de crédito, data de nascimento e palavras-passe;
  • pedir-lhe que reencaminhe uma mensagem;
  • afirmar que tem de pagar pela utilização do WhatsApp.
Relembramos que o WhatsApp é uma aplicação grátis e que não tem de pagar pela sua utilização.
O que fazer sobre mensagens indesejadas
Se uma mensagem parecer suspeita ou demasiado boa para ser verdade, não toque, partilhe nem reencaminhe a mesma. Quando receber este tipo de mensagem, recomendamos que a denuncie, bloqueie o remetente e elimine a mensagem. Saiba como bloquear e denunciar contactos aqui. Pode também informar o contacto de que a mensagem aparenta ser suspeita e explicar-lhe como utilizar o WhatsApp de forma responsável.
Como prática recomendada, se não tiver a certeza de que algo é verdade ou se não souber quem escreveu a mensagem que recebeu, recomendamos que não a reencaminhe. Saiba mais sobre como prevenir a divulgação de desinformação neste artigo.
Recursos relacionados:
Isto responde à sua pergunta?
Sim
Não